CLIQUE EM Nossos anuncios.

CLIQUE EM Nossos anuncios.

Seguidores do Saber !

Direitos de Imagens

Direitos de Imagens
Toda imagem visualisada neste blog,são de origem do Google

sexta-feira, 5 de março de 2010

TDAH Em Famila


Entre os aspectos que explicam os freqüentes casos de agressividade doméstica está a característica da personalidade dos indivíduos, que podem assumir comportamentos violentos, e descontar toda a sua ira nas pessoas que estão ao seu redor; razão pela qual, muitas vezes crianças e até filhos dos agressores são vitimados.
De acordo com especialistas, muitos conflitos não resolvidos entre casais, geram atos de violência contra os filhos, cujas tendências negativas são, muitas vezes, inconscientes.
O sentimento de “mágoa, é como água parada, destrói tudo”, destaca a assistente social e psicodramatista Ângela Elizete Herrera, e
specialista em Terapia Familiar Sistêmica Breve. A profissional assevera que é preciso encarar a situação e resolver os conflitos, buscando inclusive a ajuda de especialistas, para que não sejam guardados sentimentos ruins.
O psicólogo Sebastião Alves de Souza lembra que estudos indicam que a força de vida e o instinto de morte convivem no organismo dos seres vivos,principalmente dos seres humanos, e quem controla o instinto de morte é o sentimento de vida, porém, há indivíduos com certas características de personalidade, cujo instinto de morte gera a pulsão da agressividade, que em muitos casos, opera em silêncio.
As pessoas que não controlam a pulsão agressiva e autodestrutiva são narcisistas –supervalorizam o seu eu. Isto, de certa forma as protege, mas quando se vêem humilhadas a proteção se rompe e surge o surto psicótico provisório, que aflora sentimentos de destrutividade.
Artigo: Tendência Vingativa
Autor: Fernanda Mariano
Coment: Identificar personalidades egocêntricas e tentar resolver os desentendimentos logo no início é a melhor atitude, pois há indivíduos que, quando frustrados, são tomados por surtos psicóticos.
Etiqueta: Observância ao egocentrismo.
Entre os aspectos que explicam os freqüentes casos de agressividade doméstica está a característica da personalidade dos indivíduos, que podem assumir comportamentos violentos, e descontar toda a sua ira nas pessoas que estão ao seu redor; razão pela qual, muitas vezes crianças e até filhos dos agressores são vitimados.
De acordo com especialistas, muitos conflitos não resolvidos entre casais, geram atos de violência contra os filhos, cujas tendências negativas são, muitas vezes, inconscientes.
O sentimento de “mágoa, é como água parada, destrói tudo”, destaca a assistente social e psicodramatista Ângela Elizete Herrera, e
specialista em Terapia Familiar Sistêmica Breve. A profissional assevera que é preciso encarar a situação e resolver os conflitos, buscando inclusive a ajuda de especialistas, para que não sejam guardados sentimentos ruins.
O psicólogo Sebastião Alves de Souza lembra que estudos indicam que a força de vida e o instinto de morte convivem no organismo dos seres vivos,principalmente dos seres humanos, e quem controla o instinto de morte é o sentimento de vida, porém, há indivíduos com certas características de personalidade, cujo instinto de morte gera a pulsão da agressividade, que em muitos casos, opera em silêncio.
As pessoas que não controlam a pulsão agressiva e autodestrutiva são narcisistas –supervalorizam o seu eu. Isto, de certa forma as protege, mas quando se vêem humilhadas a proteção se rompe e surge o surto psicótico provisório, que aflora sentimentos de destrutividade


Fonte de Pesquisas
http://pt.shvoong.com/
Imagem do google

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Crianças Felizes Demais Nosso Blog!