Seguidores do Saber !

Direitos de Imagens

Direitos de Imagens
Toda imagem visualisada neste blog,são de origem do Google

domingo, 11 de setembro de 2011

TDH & TDAH IV




Problemas sociais

As crianças com TDAH encontram sérias dificuldades sociais. É muito provável que sejam rejeitadas pelo grupo, enquanto as portadoras de TDA são ignoradas, principalmente com as crianças do mesmo sexo. Grande maioria das crianças portadoras do TDA é enérgica, mandona, agressiva, competitiva, com

baixa tolerância à frustração. É bem provável que fique isolada do grupo ou tenda a brincar com crianças mais novas que ela. As crianças TDA do Tipo Desatento são mais fáceis de lidar do que as crianças TDA do Tipo Combinado ou Confrontador.

Desorganização

Uma das características da criança TDA é a desorganização, o esquecimento. Ocorre de estudar para uma prova, saber a matéria e na hora esquecer-se de tudo o que sabia. Ela pode também ter uma má noção de tempo e lugar. Se ela é do tipo combinado seu comportamento é mais destrutivo por causa da sua impaciência, impulsividade, superexcitação emocional, hiperatividade, desobediência e agressividade social.

Uma criança portadora de TDA dificilmente conseguirá se auto-regular ou se autocontrolar. Como reage impulsivamente não se dá tempo e nem aproveita a oportunidade de usar as quatro funções executivas essenciais à auto-regulação. Essas funções incluem a memória operacional (capacidade de manter fatos relevantes em mente), discurso interno (falar consigo mesmo), regulação emocional (acalmar-se, motivar-se) e reconstituição (criar uma solução ou resposta útil).

Para a criança com TDA tanto do Tipo Desatento quanto do Tipo Combinado com Hiperatividade a escola é um lugar de grande sofrimento. A escola exige que o sujeito fique parado e concentrado em temas que, geralmente, são considerados desinteressantes. Uma das palavras mais usadas pela criança TDA, para referir-se à escola, é chata. Sua dificuldade em lidar com as regras e com o autocontrole é um transtorno na sala de aula. Normalmente essa criança sobressai-se pelo aspecto negativo: não se conter para falar, falar alto demais, levantar-se constantemente e cutucar o colega são comportamentos que desencadeiam uma série de problemas importantes a serem resolvidos pela professora e pelos colegas.

O relacionamento entre o professor e o portador de TDA é de grande importância para uma melhor convivência deste com seu grupo de trabalho. Em geral a criança com TDA tem desempenho abaixo da média. Bem cedo ela descobre que não gosta da escola. O fato de apresentar facilidade de desconcentração, grande desorganização, ser inquieta, imensamente sonhadora faz com que, normalmente, a criança fique atrasada com seus deveres. Essa criança passa a ter sua atenção constantemente chamada o que implica em redução da auto-estima. Para se conseguir algum êxito a criança deverá receber uma ordem de cada vez e quando ela conseguir cumpri-la sem desviar a atenção, o solicitante pode considerar que essa foi uma situação especial.

O relacionamento da criança TDA com a família é demasiadamente desgastante, principalmente para a mãe. É ela quem recebe o choque de um filho de comportamento difícil. Geralmente, a criança do Tipo Desatento não é perturbadoramente agressiva e nem barulhenta em casa. Ela pode ter um temperamento conciliatório e ser de fácil convivência. Podem parecer desmotivadas e lentas no processamento das informações. São esquecidas e distraídas. Têm problemas para organizar e terminar as atividades, acordar e sair de casa pela manhã, fazer a tarefa de casa ou de classe.

Já a criança TDA do Tipo Combinado com Hiperatividade enfrenta grandes problemas comportamentais tanto em situações de brincadeiras quanto em sala de aula. Normalmente ela é bem mais ruidosa, tem freqüentes lapsos de autocontrole o que dificulta sua participação em jogos que necessitam de regras

e se conter. Sua baixa tolerância à frustração é um grande problema, pois qualquer coisa é motivo para grandes tempestades. É costumeiro ela procurar burlar ou modificar as regras em seu benefício. A criança hiperativa e impulsiva tem muita dificuldade em compartilhar e não presta muita atenção em que seus colegas querem fazer. Por isso, quase sempre não são convidadas para ir à casa dos colegas, às festas de aniversário. Como elas são insensíveis a insinuações sociais, verbais e não-verbais, elas acabam não se dando conta do quanto são desagradáveis. Tentar acalmá-las ou aconselhá-las é desastroso. Faz-se necessário tirar a criança da situação por um tempo para que ela se acalme. Nas discussões, a tendência é que a criança TDA culpe o seu colega pelo problema. Tudo isso tem como conseqüência o isolamento.

Um fator importante lembrar é que a criança TDA tem um grau de maturidade menor que ao da sua idade cronológica, portanto é natural que ela procure a companhia de crianças bem mais novas para brincar, pois ela tende a ser maior que as crianças mais novas e assim poderá ser o líder. Possivelmente ela conseguirá as coisas do seu jeito e esse arranjo é bom para ela uma vez que lhe causará menos frustrações.




http://www.valeriareani.com.br/

Um comentário:

  1. É um sintoma que me parece dificil de gerenciar e imagino uma escola,que nao tem conhecimento da situação,deve ser uma loucura, até se constatar.
    Um abraço amiga.

    ResponderExcluir

Ocorreu um erro neste gadget

Crianças Felizes Demais Nosso Blog!