CLIQUE EM Nossos anuncios.

CLIQUE EM Nossos anuncios.

Seguidores do Saber !

Direitos de Imagens

Direitos de Imagens
Toda imagem visualisada neste blog,são de origem do Google

terça-feira, 13 de setembro de 2011

TDH E TDAH V


· Desorganização



Uma das características da criança TDA é a desorganização, o esquecimento. Ocorre de estudar para uma prova, saber a matéria e na hora esquecer-se de tudo o que sabia. Ela pode também ter uma má noção de tempo e lugar. Se ela é do tipo combinado seu comportamento é mais destrutivo por causa da sua impaciência, impulsividade, superexcitação emocional, hiperatividade, desobediência e agressividade social.

Uma criança portadora de TDA dificilmente conseguirá se auto-regular ou se autocontrolar. Como reage impulsivamente não se dá tempo e nem aproveita a oportunidade de usar as quatro funções executivas essenciais à auto-regulação. Essas funções incluem a memória operacional (capacidade de manter fatos relevantes em mente), discurso interno (falar consigo mesmo), regulação emocional (acalmar-se, motivar-se) e reconstituição (criar uma solução ou resposta útil).

Para a criança com TDA tanto do Tipo Desatento quanto do Tipo Combinado com Hiperatividade a escola é um lugar de grande sofrimento. A escola exige que o sujeito fique parado e concentrado em temas que, geralmente, são considerados desinteressantes. Uma das palavras mais usadas pela criança TDA, para referir-se à escola, é chata. Sua dificuldade em lidar com as regras e com o autocontrole é um transtorno na sala de aula. Normalmente essa criança sobressai-se pelo aspecto negativo: não se conter para falar, falar alto demais, levantar-se constantemente e cutucar o colega são comportamentos que desencadeiam uma série de problemas importantes a serem resolvidos pela professora e pelos colegas.

O relacionamento entre o professor e o portador de TDA é de grande importância para uma melhor convivência deste com seu grupo de trabalho. Em geral a criança com TDA tem desempenho abaixo da média. Bem cedo ela descobre que não gosta da escola. O fato de apresentar facilidade de desconcentração, grande desorganização, ser inquieta, imensamente sonhadora faz com que, normalmente, a criança fique atrasada com seus deveres. Essa criança passa a ter sua atenção constantemente chamada o que implica em redução da auto-estima. Para se conseguir algum êxito a criança deverá receber uma ordem de cada vez e quando ela conseguir cumpri-la sem desviar a atenção, o solicitante pode considerar que essa foi uma situação especial.

O relacionamento da criança TDA com a família é demasiadamente desgastante, principalmente para a mãe. É ela quem recebe o choque de um filho de comportamento difícil. Geralmente, a criança do Tipo Desatento não é perturbadoramente agressiva e nem barulhenta em casa. Ela pode ter um temperamento conciliatório e ser de fácil convivência. Podem parecer desmotivadas e lentas no processamento das informações. São esquecidas e distraídas. Têm problemas para organizar e terminar as atividades, acordar e sair de casa pela manhã, fazer a tarefa de casa ou de classe.

Já a criança TDA do Tipo Combinado com Hiperatividade enfrenta grandes problemas comportamentais tanto em situações de brincadeiras quanto em sala de aula. Normalmente ela é bem mais ruidosa, tem freqüentes lapsos de autocontrole o que dificulta sua participação em jogos que necessitam de regras

Crianças portadoras de Transtorno de Conduta (TC) também burlam regras. Acrescido a este fato, têm a intenção de magoar os outros. São mais agressivas que as crianças com TDO. Ameaçam, intimidam e brigam. Podem ser cruéis com os animais e com as pessoas. Jovens com TC roubam, forçam atividades sexuais, incendeiam e destroem propriedades. Crianças com TDO, se não cuidadas, podem evoluir para o TC à medida que os anos se passam.

Meninos e meninas portadores de TDA têm tendência para apresentarem distúrbio de ansiedade múltipla: ansiedade de separação, distúrbio generalizado de ansiedade e Transtorno Obsessivo-Compulsivo (TOC). Fobia social e crises de pânico podem se desenvolver em crianças mais velhas.

Depressão grave são episódios caracterizados por um humor depressivo e/ ou um interesse muito reduzido por quase tudo. Sintomas como: mudança de peso, fadiga, nervosismo, aumento ou diminuição de sono, sentimentos de inutilidade, baixa concentração e pensamento de morte, irritabilidade podem estar sinalizando Depressão grave.

Distúrbio Bipolar é caracterizado pelos extremos – altos e baixos – de comportamento e humor. Ela vivencia períodos de depressão e períodos de grande alegria, expansivo ou irritadiço. Versões graves são conhecidas como episódios maníacos (destrutivos para o trabalho, para a vida social e familiar – sentem-se maravilhosos, não entendem por que estão causando preocupação) e versões menos graves são chamadas de hipomaníacos (menos grave e destrutiva que a mania).

É de grande complexidade a distinção entre esses dois distúrbios: TDA e Distúrbio Bipolar.

O humor de criança bipolar tem um ciclo mais lento que as crianças com TDA. Seus ataques de birra – tempestades afetivas – são piores do que o das crianças com TDA. A destrutividade da criança TDA ocorre pela desatenção ou impulsividade, já a da criança bipolar é proposital. O TDA tende a diminuir com a idade, já o bipolar tende a piorar. Os estimulantes podem piorar o comportamento das crianças bipolares, enquanto os estabilizadores de humor ajudam. Crianças bipolares têm pesadelos e sonhos sangrentos enquanto que crianças TDA não.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Crianças Felizes Demais Nosso Blog!