Seguidores do Saber !

Direitos de Imagens

Direitos de Imagens
Toda imagem visualisada neste blog,são de origem do Google

sábado, 26 de março de 2011

Sindrome de Tdah


No Mundo da Lua

A Síndrome da Respiração Bucal (SRB) e o Transtorno do Déficit de Atenção e hiperatividade (TDAH).


Desatenção, Impulsividade, Hiperatividade, Dificuldades emocionais, Dificuldades de relacionamento, Baixo desempenho escolar...
Estamos falando do Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH)? Pode ser que não! Os respiradores bucais podem ter sintomas parecidos.
Olhem só o que encontrei, pesquisando o assunto...

Profissionais da área de saúde deparam-se, freqüentemente, em seu ambiente de trabalho, com crianças, com queixas de serem hipercinéticos, impulsivos, desatentos, de terem dificuldades para o desempenho escolar. Essas crianças, geralmente, chegam diagnosticadas e até medicadas como portadoras do TDAH. À medida que as avaliamos, percebemos que, na realidade, são Respiradores Bucais mais uma vez confundidos com portadores de TDAH.
Parece-nos oportuno fornecer dados elucidativos que possibilitem uma observação mais detalhada destes pacientes, com objetivo de orientar pais e professores para que possam fazer um correto encaminhamento e, desta forma, diminuir as possibilidades de crianças serem mal diagnosticadas.
A Síndrome da Respiração Bucal – SRB é um conjunto de sinais e sintomas que ocorrem quando a respiração nasal não consegue ser mantida. As causas poderão ser orgânicas (doenças do trato respiratório, malformações craniofaciais, desvio de septo nasal, entre outros) ou funcionais (hábitos nocivos) alteram funções importantes no organismo (sucção, deglutição, mastigação, respiração e fala).
O Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade – TDAH é um conjunto de sinais e sintomas causados por uma imaturidade neurológica, na formação Reticular (no momento da velocidade ideal que ocorre por volta de um ano de idade), localizada no tronco cerebral. Recebeu diversas denominações, ao longo do tempo: Lesão Cerebral Mínima, Disfunção Cerebral Mínima, Síndrome de Criança Hiperativa, Distúrbio Primário de Atenção e Distúrbio do Déficit de Atenção com ou sem Hiperatividade (DDA/H).
As crianças acometidas por essas duas síndromes podem apresentar dificuldades em algumas áreas da vida como na aprendizagem, nos relacionamentos interpessoais, terem baixa auto-estima, problemas de comportamento, entre outras. Geralmente o problema é percebido quando a criança inicia atividades de aprendizado na escola, pelos professores das primeiras séries, quando o acompanhamento escolar se mostra comprometido.

Crianças que respiram pela boca (RB) durante o sono tendem a ter problemas de ordem comportamental semelhantes àqueles observados em crianças com Transtorno do Déficit de Atenção e Hiperatividade (TDAH).

E por quê???
Em função da noite mal dormida e da má oxigenação, o respirador bucal poderá apresentar alterações comportamentais e de integração social, além de dificuldades específicas como na aquisição da linguagem oral e escrita. Alguns especialistas em SRB citam que respirar predominantemente pela boca torna a criança inquieta, demonstrando irritação constante, podendo levá-la a uma inaptidão para atividades físicas e de aprendizagem em virtude de seu desequilíbrio orgânico-postural e muscular.
Nesse contexto, a escola tem um papel importante na identificação dos portadores da SRB. Saber identificar os principais sintomas da respiração bucal é fundamental para o adequado encaminhamento aos profissionais corretos (como Cirurgião Dentista, Médico, Fonoaudiólogo...) e, assim, evitar futuros danos ao desenvolvimento da criança, a fim de que estas sejam tratadas adequadamente.






Respirar com dificuldade é viver no limite, agitado, irritado, ansioso!






O texto acima foi assinado por: Janete França Barbosa – CRFa 0163

terça-feira, 22 de março de 2011

Mais um bilhete... ”Ele apenas conversa...sai do lugar...”


Mais um bilhete... ”Ele apenas conversa...sai do lugar...”

Você já explicou milhões de vezes como o seu filho se comporta, já explicou a mesma coisa e o pessoal da escola ainda envia bilhetinhos no caderno escrito: “ Ele conversa muito...ele sai constantemente do lugar...ele não fez a lição....ele tem dificuldades de aprendizado...o seu comportamento prejudica o seu rendimento....” ?

Eu não consigo entender... Ou melhor, eu entendo: O meu filho age da mesma forma... Eu explico uma coisa e depois de algumas horas preciso explicar de novo...depois de alguns dias também....no outro ano ...de novo.....

E assim continua a saga – “Ele conversa muito durante as aulas”...

Será que a ritalina resolve o problema?

As vezes não é repassado informações necessárias a eles, mas eu não consigo entender....

Desabafo de um pai com filho com TDAH. E a vida continua...


Fonte texto e Imagem
http://criancahiperativa.blogspot.com/
Ocorreu um erro neste gadget

Crianças Felizes Demais Nosso Blog!