Seguidores do Saber !

Direitos de Imagens

Direitos de Imagens
Toda imagem visualisada neste blog,são de origem do Google

sexta-feira, 27 de julho de 2012

Desabafos e Depoimentos

Isso mesmo,  não é uma questão de achar menos capaz, como vc disse, é uma questão de adaptação.Mas para muitos pais, essa adaptação não é fácil. E pelos casos que eu vejo (não só de TDAH, mas de outros transtornos e doenças tb), na maioria das vezes essa dificuldade não tem relação nenhuma com falta de amor ou descaso, tem a ver com outras dificuldades.
O que eu quis dizer com o meu comentário é que, no geral, a sociedade idealiza demais o papel dos pais, esquecendo de que ai e mãe têm dificuldades como qualquer outra pessoa. Para não generalizar demais, vou falar de mim. rs... Meu pai é um paizão, sempre foi. Desses pais companheiros, sempre muito presente. Ele nunca me discriminou por eu ter TDAH, nunca deixou de me incentivar, mesmo antes do diagnóstico sempre  me apoiava, qd eu tinha alguma dificuldade. No entanto, qd me coloco no lugar dele, eu acho realmente que para ele, muitas vezes, deve ter sido difícil conviver comigo, ele deve ter sim se decepcionado, é normal, ele é humano.
Acho que qd a criança é diagnosticada, os pais tem a chance de entender muitas dificuldades que esse indivíduo tem
ao longo da vida. Comigo não foi assim. Fui diagnosticada com 27 anos, depois de já ter concluído meu curso superior.
No entanto, antes de concluir essa graduação, eu já tinha entrado e largado 4 faculdades.
Para o meu pai, que construiu uma carreira muito sólida, o parâmetro que ele tinha pra mim e para minha irmã, era ele.
Ser igual a ele não era uma exigência, mesmo pq ele sempre soube que isso não existe, mas a expectativa de que eu entrasse na faculdade, me formasse, começasse a trabalhar, existia e acho super normal. Com a minha irmã, que não tem TDAH, foi assim, ela entrou na faculdade aos 17 anos, se formou aos 22 e começou a trabalhar. Se pra mim era angustiante e sofrido demais entrar em um curso e depois largar, sem nem imaginar a razão disso, imagino que pra ele tb tenha sido.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Crianças Felizes Demais Nosso Blog!