Seguidores do Saber !

Direitos de Imagens

Direitos de Imagens
Toda imagem visualisada neste blog,são de origem do Google

terça-feira, 23 de março de 2010

Medicos criticados pela forma de tratar crianças com depressão e TDAH


Por que tantas crianças na Europa e em outras partes do mundo estão dependendo cada vez mais de prescrição médica para combater a hiperatividade, depressão e outros problemas de saúde mental?

Na Inglaterra, segundo o jornal Daily Mail, foram emitidas, , mais de 420.000 prescrições para menores de 16 anos com déficit de atenção e hiperatividade (TDAH). Este número é 33% maior que em anos subsequentes.

O número de jovens necessitando destes medicamentos subiu mais ainda na faixa etária de 16 a 18 anos, chegando a 40.000, em 2007.

Segundo a ministra da saúde Ane Milton, os médicos deveriam optar por tratamentos não-farmacológicos:

“Esses dados mostram que cada vez mais profissionais de saúde estão prescrevendo medicamentos para tratar dos problemas de saúde mental das crianças, quando as evidências sugerem que as terapias de falar podem ter um efeito igual ou ainda melhor”, disse a ministra.

Para ela, esses medicamentos podem ter graves efeitos colaterais, quando administrado em crianças e jovens, pois agem em determinadas áreas do cérebro, a fim de deixá-los mais calmos.

Entre os efeitos danosos destes medicamentos estão as doenças cardiovasculares, alucinações, obesidade e pensamentos suicidas, bem como sonolência, tonturas, dor abdominal, diminuição do apetite e náuseas, entre outros.

Houve pelo menos 12 mortes. Há pouca evidência de que em longo prazo tais drogas sejam seguras.

Imagem e texto do site abaixo
ttp://www.obrasileirinho.com.br/

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Ocorreu um erro neste gadget

Crianças Felizes Demais Nosso Blog!